8 de abril de 2012

Criação


 As coisas que existem, diante da sua complexidade claramente apontam para um criador, projetista, alguém com racionalidade para que todas as coisas existam de forma equilibrada como o é, somente quem não conhece a grandeza da natureza e as coisas que nela contém acredita no “acaso” como proposta aceitável para a origem de tudo. O texto de Romanos 1.20-22,25 fala por si só:


“Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.”




Me lembro o dia em que acordei
Ouvindo o som dos pássaros
E a luz do sol entrando pela janela do quarto
Como e bom poder saber
Que são obras de Suas mãos
E sentir o prazer em te dizer
Obrigado Senhor
Minha gratidão te dou Senhor
Pois em tudo vejo o teu amor
Com meu coração quero te dizer
Te amo, Senhor
Me lembro o dia em que acordei
Ouvindo o som dos pássaros
E a luz do sol entrando pela janela do quarto
Como e bom poder sentir
O calor do sol sobre mim
E ver a perfeição em tudo o que você criou
Minha gratidão te dou Senhor
Pois em tudo vejo o teu amor
Com meu coração quero te dizer
Te amo, Senhor
E se um dia eu não puder mais ver
A luz do sol brilhando
E se a voz não saísse mais
dos meus lábios
Meu coração jamais deixará de dizer
Obrigado Senhor